14 de setembro de 2011

CMF assina protocolo com Prémio Infante D. Henrique

A Câmara Municipal do Funchal assinou ontem um protocolo com a Associação do Prémio Infante D. Henrique, representada pelo seu presidente de Honra, o Duque de Bragança.
Na cerimónia realizada no Salão Nobre da Câmara foram também entregues as medalhas às quatro jovens madeirenses que já completaram as quatro áreas do “Prémio Infante D. Henrique”. Refira-se que, no total, estão 50 madeirenses envolvidos neste projecto que visa o desenvolvimento pessoal e social de jovens entre os 14 e os 25 anos.
O Prémio, através de um programa de actividades voluntárias e não competitivas, reconhece a ocupação, mérito, dedicação, motivação, auto-confiança e perseverança dos jovens participantes.
As quatro medalhadas de ontem são alunas da APEL: Ana Carina Gonçalves Sousa, Micaela Mendonça Jardim, Sara Rodrigues Pita e Tânia José Gonçalves Faria.
No seu discurso, Dom Duarte Pio congratulou-se com a assinatura do protocolo com a Câmara do Funchal, que estabelece, assim, o primeiro Núcleo do Prémio na Madeira e manifestou a esperança de que o mesmo venha a acontecer em breve com o Porto Santo e restantes concelhos da Região.
O Duque de Bragança acrescentou que o lema do Prémio é o de «fazer o Bem, mas fazer as coisas bem feitas». O serviço prestado à comunidade, a prática de um desporto, a aprendizagem de um talento e a participação numa aventura de sobrevivência são as quatro áreas abrangidas por este projecto.
D. Duarte Pio disse que a actual sociedade, sempre em mudança, precisa de jovens de valor e com valores. «Os jovens do Prémio devem marcar a diferença nas suas comunidades», lembrou.
Por seu turno, o presidente da Câmara, Miguel Albuquerque, considerou que este Prémio é de «uma importância cívica relevante» e disse que o objectivo da autarquia ao aderir a este projecto foi o de dar formação aos jovens e incutir-lhes a consciência da responsabilidade que devem ter na sociedade.

Fonte: Jornal da Madeira

Sem comentários: