18 de abril de 2012

Deus – Pátria – Rei ou o Divórcio dos Portugueses com Portugal


A Trilogia Nacional fundada pelo Santo Condestável, Dom Nuno Álvares Pereira, Deus, Pátria e Rei, é de um enorme significado.

Portugal um Reino Cristão, com Fé no Criador, com Fé em Deus e Deus é a Fonte de Todo o Amor e de toda a Vida, logo não há razão para temer algo de tão belo e luminoso e pleno de Esperança.

Portugal um Reino, com quase 900 anos de História, com venturas e desventuras, mas que é a Pátria onde nós Portugueses nascemos.

O Rei, Herdeiro dessa História e Representante Máximo na actualidade da Continuidade da Pátria.

O Divórcio com Deus, foi quando começámos a viver sob o medo e a coação do laicismo maçónico e republicano.

O Divórcio com a Pátria, foi quando aceitámos remover da nossa memória colectiva que temos uma razão para existirmos e eliminando um feriado como o 1.º de Dezembro, citando Ribeiro e Castro “como feriado Fundador”, estamos a passar uma esponja na Liberdade da Pátria e por ela, todos os valentes Portugueses que morreram para sermos Livres e Independentes.

O Divórcio com o Rei, foi com a chamada revolução do 5 de Outubro de 1910, mas com a mesma Fé que tenho em Deus e na Pátria, acredito que cada vez mais os Portugueses farão as pazes com a sua História e o seu mais Alto Representante.

Viva o Rei!

Viva Portugal!

David Garcia

Fonte: Real Portugal

Sem comentários: