17 de agosto de 2013

Face ao progressivo desagregamento nacional, numa vertigem imparável,


a actualidade do manifesto da Junta do Integralismo Lusitano:

" Precisamos de restaurar Portugal na pureza das instituições que fizeram a sua glória e que provieram em linha recta do seu génio social e político. Se a sua vida se desnacionalizou, se deixou de ser bem portuguesa em algumas das suas mais belas manifestações do seu espírito, nas suas actuais maneiras e tendências, urge que o nacionalizemos , o reaportuguesemos, o reconduzamos à claridade do caminho por onde outrora seguiam seus passos, na firmeza tranquila de quem não conhece tortuosidades ou desvios. Façamos que Portugal se ponha de acordo consigo mesmo, que regresse à sua linha de evolução natural, marcada pelo íntimo sentido do seu melhor passado. ( ... )
Desta forma se compreende como é monárquica por conclusão uma aspiração de portuguesismo integral. "


Cristina Ribeiro


Sem comentários: