23 de agosto de 2013

QUAL É O MELHOR MOMENTO PARA A MONARQUIA?



Esta é uma pergunta que me tem surgido no pensamento há já algum tempo, porque vejo muitas pessoas monárquicas a dizerem que devíamos esperar um momento melhor para propormos uma Monarquia aos Portugueses, ou que o Senhor Dom Duarte merecia ser Rei num melhor momento.

Mas qual é que é o melhor momento? Esse melhor momento vai alguma vez surgir, tendo em conta a realidade concreta em que estamos a viver?

Verdadeiramente, não concordo com essas pessoas. Talvez porque a minha concepção de Monarquia seja um bocado diferente. Eu sempre entendi a Causa Monárquica e a Monarquia como a solução para ajudar a resolver os problemas, muitos deles graves, de que o País padece. Esses problemas são, mais do que económicos, ou financeiros, ou sociais. Esses problemas são de valores, princípios, éticos! E estes problemas não se resolvem, nem com mudanças de governo, nem com eleições, nem com governos de iniciativa presidencial, etc. A resolução do problema centra-se na mudança que ambicionamos!

Entendo que Portugal precisa de se dotar de um Parlamentarismo em que os cidadãos mais do que elegerem partidos políticos, elejam pessoas e que possam removê-las do Parlamento se forem incapazes. Entendo que Portugal precisa de uma nova Constituição que consagre um Parlamentarismo Democrático encimado pela Instituição Real, verdadeira fonte de confiança, princípios, valores, e ética (a tal ética republicana!).

Entendo que a Monarquia Parlamentar e Democrática, sufragada pelos Cidadãos, irá instituir um novo Estado de Direito, com um Sistema Judicial que verdadeiramente seja justo e com o qual nenhum Cidadão, poderoso ou não julgue que pode estar acima da Lei!

Actualmente vivemos uma situação económico-social que se transformou num verdadeiro pesadelo! Pelo que, qual é o melhor momento para a Monarquia?

Neste momento, o que posso dizer da situação monárquica actual? Estamos mais aguerridos, do que estávamos há uns anos atrás. Melhorámos os nossos meios de comunicação, mas continuamos dependentes deles. Não estamos, de forma alguma, a marcar a agenda política, porque se o estivessemos verdadeiramente, os comentadores políticos, por exemplo, não estariam alguns a falar numa IV República Presidencialista! Ninguém na Imprensa escrita ou na televisão fala verdadeiramente na opção ou alternativa Monárquica! Como Monárquicos não devemos baixar os braços por causa disso. Estamos a crescer, mas ainda precisamos de trabalhar muito mais para sermos ouvidos e sobretudo para que nos levem mesmo a sério!

Esse trabalho faz-se não só na Net, mas também fomentando uma verdadeira militância junto da população.

Não temos o direito de exigir do nosso Rei seja o que for! O Rei não é um político. Não tem que assumir nada perante as câmaras de televisão. Não tem que propôr políticas públicas, quando o seu dever é o de representar e dar confiança aos Portugueses e aqui o Senhor Dom Duarte tem tido um trabalho notável! Como monárquicos não temos o direito de exigir ao Rei o que não queremos ou não nos apetece fazer! Precisamos de ser justos! Nós Monárquicos é que temos que lutar pela Monarquia, unidos, em torno da nossa Família Real.

A militância monárquica não se faz nos meios monárquicos. A militância monárquica faz-se junto da população. E esta, neste momento, está descontente; não acredita na classe política, tem dúvidas quanto ao futuro!

Do que estamos à espera?

Pelo que, voltando à questão inicial: Qual é o melhor momento para a Monarquia? É AGORA! Mas precisamos de trabalhar muito para isso, sempre com os pés bem assentes no chão! Que podemos lá chegar, não tenho dúvidas, mas temos que nos deixar de sonhos e actuar. Como disse há tempos é preciso CONCRETIZAR A MONARQUIA!


David Garcia

Sem comentários: