8 de fevereiro de 2016

SÉ CATEDRAL DE BRAGA FOI PALCO DA INVESTIDURA DA LEGIÃO INFANTE D. AFONSO DE PORTUGAL E LENCASTRE

CERIMÓNIA CONTOU COM A PRESENÇA DE DOM DUARTE, CHEFE DA CASA REAL PORTUGUESA, E DO CÓNEGO JOSÉ PAULO LEITE DE ABREU, DEÃO DO CABIDO METROPOLITANO E PRIMACIAL DA SÉ DE BRAGA.


À cerimónia de investidura da Legião Infante D. Afonso de Portugal e Lencastre, que decorreu na Sé Catedral de Braga, seguiu-se a celebração do protocolo de cooperação entre as instituições Guardas de Honra da Casa Real Portuguesa e Cabido Metropolitano e Primacial da Sé de Braga, que contou com a presença de Dom Duarte Chefe da Casa Real Portuguesa e do Deão do Cabido Reverendíssimo Doutor José Paulo Leite de Abreu.

Constituída em 2015, a Legião Infante D. Afonso de Portugal (Aviz e Lencastre) tem como Patrono Sua Alteza Real Dom Duarte de Bragança e SE Lord Simon Abney-Hastings, 15º Earl of Loundon, descendente do Rei Ricardo III de Inglaterra.

O Infante Dom Afonso, nasceu na cidade de Santarém, em julho de 1390, tendo morrido em Braga, no dia 22 de dezembro de 1400. Foi herdeiro presumido do Reino de Portugal tendo sido o filho primogénito do Rei D. João I, primeiro monarca da Dinastia de Avis e de D. Filipa de Lencastre.

Em finais de 1400, a família real dirigiu-se à província do Minho, para a consagração, por parte de D. João I, da igreja de Nossa Senhora da Oliveira, em Guimarães, bem como para a celebração das Cortes, em janeiro de 1401. Estando a comitiva ainda na cidade de Braga, o príncipe herdeiro adoeceu. E acabaria por falecer no dia 22 de dezembro de 1400, na mesma cidade de Braga.

Esta Legião da Real Guarda de Honra da Casa Real Portuguesa, tem como missão preservar e dignificar a memória de um Infante de Portugal, como legado importante da nossa história e tem como Comandante Manuel Beninger, presidente da Associação Portuguesa dos Autarcas Monárquicos e deputado municipal.

Encontra-se sepultado na Sé Catedral de Braga, num mausoléu que a historiografia de arte tem considerado proveniente de Flandres, supostamente por encomenda da sua irmã D. Isabel, casada com D. Filipe III, o Bom, Duque da Borgonha.

Sem comentários: