5 de outubro de 2014

5 de Outubro: a Independência esquecida

Aclamação de D. Afonso Henriques

A maioria dos portugueses continua a ignorar aquilo que mais importância tem nas efemérides de quase todas as outras nações do mundo: a data da independência.
Para quem não sabe, o 5 de Outubro de 1143 foi o dia em que se reconheceu a Independência de Portugal pelo Tratado de Zamora, celebrado entre os Reis D. Afonso Henriques e D. Afonso VII de Leão, na presença do Legado Pontifício, Cardeal Guido de Vico.
No entanto, o golpe republicano de 1910 conseguiu ofuscar consistentemente essa data, podendo até perguntar-se se ela não terá sido propositadamente escolhida para esconder o seu verdadeiro significado.
Com efeito, enquanto de um lado se foi glorificando o 5 de Outubro republicano, de outro lado foi-se encobrindo não só a data da nossa Independência, mas também o acontecimento que possibilitou a subida dos jacobinos ao poder, ou seja, o assassinato de El-Rei D. Carlos e do Príncipe Real D. Luís Filipe.
"A bem dizer, o protocolo dos republicanos devia comemorar, mais sinceramente, mais assumidamente, o Regicídio de 1908, pois foi aí que os seus doutrinadores traçaram o destino da Casa de Bragança e da Monarquia portuguesa.(...)
"O folclore patusco, arrogante e provinciano das celebrações do golpe de sangue de 5 de Outubro de 1910, devia dar lugar a um respeitoso silêncio. Ou, na menos má das hipóteses, a uma cerimónia singela que homenageasse os vencidos e a grandeza democrática da sua retirada, do seu desapego pelo Poder, dos seus trabalhos para dotarem o País de uma cultura política que escapasse à lógica da paulada, do tiro, da bomba." (*)
E que escapasse também -- acrescentamos nós -- à actual política deste regime laico, ateu e de inspiração marxista, demolidor do nosso passado histórico, da nossa cultura e dos nossos valores. Que escapasse à política que tem vindo a cercear não apenas a Independência Histórica de Portugal, mas também agora a independência e a privacidade de cada cidadão...

-----------------------------
(*) Jorge Morais, "Múmias no Sótão" - in "24 Horas", Ano 1, nº156, quarta-feira, 7 de Outubro de 1998.

Bandeira de Portugal - D. Afonso Henriques

Fonte: Arautos d'El-Rei

Sem comentários: