18 de outubro de 2011

SAR D. Duarte: “alguém tem de ir para a prisão”

O herdeiro do trono português, D. Duarte Pio defende que “alguém tem de ir para a prisão “porque o país foi assaltado, roubado, violentado”. Respondendo aos jornalistas que lhe pediram um comentário à actual situação do país, o Duque de Bragança lembrou que há muitos anos que defende que os investimentos públicos devem ser feitos em obras que sejam produtivas, que produzam riqueza para o país, que possam produzir produtos para aumentar as exportações e também em obras de interesse imediato para as necessidades das pessoas, como a saúde pública e a educação.

“Sempre combati auto-estradas em exageros, campos de futebol Expo’s e toda a espécie de desperdício de dinheiros públicos. E sempre me criticaram por combatê-los, diziam
que eu era retrogrado e contra o progresso”
, recordou D. Duarte Pio, acrescentando que “era óbvio. Não era preciso ser um grande economista para perceber que não se pode gastar mais do que aquilo que se tem, qualquer dona de casa percebe isso muito bem”.

E questiona: “os nossos cérebros não foram capazes de perceber isso? Perceberam, mas não ligaram e enquanto houve dinheiro para gastar, gastaram. porque havia sempre quem beneficiava com isso politicamente ou até de maneiras mais graves”.
O Duque de Bragança aponta ainda o dedo aos bancos, alertando as pessoas para escolherem muito bem a entidade em quem confiam as suas poupanças.

Fonte: Correio do Minho

SAR D. Duarte Pio quer ver na prisão responsáveis pela crise

O chefe da Casa Real, D. Duarte Pio, acusou ontem, em Oliveira S. Pedro, Braga, o regime republicano de ter conduzido o país a uma situação de falência e fez saber que espera agora a criminalização dos políticos responsáveis pela situação económica e financeira em que Portugal de encontra.

Fonte: Diário do Minho

Sem comentários: