24 de janeiro de 2018

Dia de São Vicente, dia do nascimento do Brasil

Foto de Nova Portugalidade.

Na imagem, detalhe de "A fundação da vila de São Vicente" por Benedito Calixto de Jesus.


Foi a 22 de Janeiro de 1532, então e hoje ainda Dia de São Vicente, que se fundou a primeira vila brasileira. Os portugueses, naturalmente, conheciam já há décadas o Brasil, que haviam descoberto em 1500. Contudo, o processo de assentamento conheceu diversas fases, não se iniciando imediatamente a colonização eficaz do território pelos portugueses. Algumas tentativas primitivas, como a de 1503 em Porto Seguro, não parecem ter tido seguimento e limitaram-se à construção de pequenos fortins. Nos primeiro decénios após o descobrimento, a costa brasileira foi, sobretudo, destino de comerciantes, extraindo-se de sua costa - e comprando-se aos indígenas locais - o pau-brasil que acabaria por oferecer o nome ao nascente país.

A ilha em que se localiza a cidade, também chamada São Vicente, é assim conhecida desde a sua descoberta, em 1502. Esta dera-se, igualmente, a 22 de Janeiro. O facto é curioso, pois São Vicente é também, consabidamente, santo padroeiro de Lisboa. Exactos trinta anos sobre o descobrimento e nomeação da ilha, corria agora o ano de 1532, levantou-se nela a primeira vila brasileira. O seu fundador foi Martim Afonso de Sousa, verdadeiro gigante da acção e inaugurador da construção brasileira.

Incumbido de edificar no Brasil um novo Portugal, Sousa não se limitou à fundação de centros aglutinadores da colonização portuguesa. Em São Vicente foram erguidas as bases do poder luso, o que significou recriar nas Américas as instituições políticas, judiciais e organizativas do reino metropolitano. Estas eram exactamente as mesmas que as existentes em Portugal, não podendo ser dado crédito à tese comum de que o Brasil foi colónia portuguesa - objectivamente, não foi, e o que se fez em terra brasileira foi tão simplesmente uma continuação transatlântica do Portugal europeu. Levantou pelourinho, símbolo da liberdade municipal, ergueu uma igreja e construiu a primeira câmara municipal do Brasil português. Para esta se realizaram depois, em 22 de Agosto do mesmo ano, as primeiras eleições - isto é, o primeiro acto democrático - na História das Américas. Dois anos passados, foi ainda por São Vicente que se travou a primeira guerra da vida do jovem Brasil. Justificados por uma interpretação bizarra - e bizarra significa, no caso, falsa e abusiva - do Tratado de Tordesilhas, instalou-se nas proximidades de São Vicente uma força espanhola. Esta atacou e destruiu larga parte da vila, massacrando no processo muita da população. Os aventureiros castelhanos foram postos em debandada na sequência de enfrentamentos que se conhecem como a "Guerra de Iguape". Estava criada São Vicente e fundada a vida civilizada em terras brasileiras.

RPB

Sem comentários: